quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Combinação dos factores de produção

1. Completa a tabela e interpreta a linha correspondente a Q=4.



Custo Marginal-160-130
Custo fixo Médio -55/4
Custo de variável médio-105/4
Custo total médio- 160/4. 

2. Representa graficamente CT=CF+CV. Justifica a configuração das curvas.


 A partir deste gráfico podemos ver que o custos variáveis é inferior ao custo fixo  pois  o custo fixo é o custo que varia com o nível de produção mais o custo fixo não varia com o nível de produção e logo podemos ver que o custo total é mais elevado que o custo fixo e o custos variáveis, podemos dizer que continua a crescer ao longo do gráfico. 

3. Representa graficamente a relação entre o Custo Marginal e os Custos Médios (CFM, CVM e CTM). Justifica a configuração das curvas. 



4. Indica a combinação óptima de factores correspondente aos salários de 5 ao custo da capital de 5,5 na tabela que ficou incompleta na segunda imagem deste post

5. Relaciona as economias de escala com a concentração que se verifica em muitos ramos da actividade económica: banca, automóvel, distribuição de combustíveis, distribuição a retalho, etc.

6. Demonstra que a concentração das empresas ocorre nos sectores com mais elevados custos fixos, recorrendo à lei das economias de escala.

7. Relaciona as (des)economias de escala com a curva do custo médio.

8. “Se as escolas forem muito grandes, as pessoas deixam de conhecer-se e o anonimato contribui para o aumento da indisciplina”.
8.1. Comenta utilizando o conceito apropriado.
8.2. Refere outros factores, como (a) a lotação das salas, (b) a dificuldade em conseguir melhores horários, (c) o distanciamento da direcção relativamente a alunos, professores e pais.
8.3. Aponta alguns factores que possam justificar as deseconomias de escala nas empresas.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

O conceito de Produtividade

1. O conceito de Produtividade apresenta duas variantes: Produtividade do Trabalho e Produtividade Total dos Factores. Distingue-as.
   Produtividade do trabalhio é a relação direta entre a quantidade produzida de determinado produto ou serviço divida por algum recurso necessário para sua utilização e produtividade total dos fatores é a quantidade do produto e a quantidade de fatores de produção. 
2. Como podemos melhorar a produtividade?
   Para melhorar a produtividade pode aumentar o numero de trabalhadores mais de modo a que  a produção seja maior que o numero de trabalhadores

3. Que factores determinam a produtividade?
   Os fatores que determinam a produtividade são os equipamentos modernos a organização e a qualificação de trabalho. 

4. Compara a produtividade em Portugal com a dos 5 países onde é mais elevada e com a dos 5 onde é menor. (Utiliza o link do ponto seguinte.)
  Os 5 maiores são Irlanda 182
                              Luxemburgo 172,7
                              Dinamarca 131,6
                              Alemanha 127,2                          produtividade por hora e em Portugal é 66,4 /H
                               Países baixos 126,3     
Os 5 menores são
Húngria 63,8
Polonia 60,9
Romenia59,3
Letónia 58,4
Bulgaria 45,3
                                             
5. Constrói no Excel um gráfico ilustrando a Produtividade em Portugal relativamente à União Europeia a partir da Produtividade laboral por hora de trabalho (PPS, UE28=100)Comenta.
SUGESTÃO: Além da média da UE, selecciona ainda dois países contrastantes, ie. um de elevada, outro de reduzida produtividade. 



Por este gráfico podemos ver que a Alemanha em 1995 teve 132,8 /h em 2017 teve 127,2/h ,  Polónia 


6. Comenta o valor da Produtividade do Trabalho por pessoa empregue na economia portuguesa comparativamente aos mesmos países da União Europeia. 
Apesar dos valores da produtividade por pessoa empregada serem diferentes dos da produtividade por hora de trabalho, as conclusões são as mesmas? 

7. Explicita a relação que se deve observar entre o salário e a produtividade marginal, quando um empresário decide contratar mais um trabalhador. 

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Lei dos Rendimentos Decrescentes

1. Explica os seguintes conceitos:
- combinação dos factores produtivos
É   a combinação de trabalho capital e tecnologia
- função de produção    
Obtém-se através dos factores de produção trabalho da tecnologia e o do capital
- factores de produção   
São o trabalho tecnologia e capital
- complementaridade dos factores 
Os factores são necessários um para os outros
- substituibilidade dos factores
Podem ser de curto prazo ou de longo prazo

- o número óptimo de trabalhadores

2. Distingue o curto prazo do longo prazo tendo em vista a produção.
longo prazo, todos os factores podem ser ajustados, incluindo o trabalho, as matérias-primas, o capital e a tecnologia. Isto é, dentro de determinados limites os factores são substituíveis. Estudaremos esta situação em próximos posts. Outra característica dos factores é a complementaridade, visto que ambos os factores são necessários para o desenvolvimento do processo produtivo.

curto prazo é o período de tempo suficiente para o ajustamento dos factores produtivos variáveis, tais como as matérias-primas e o trabalho, mas demasiado curto para permitir que se alterem os factores fixos como o capital – edifícios e equipamentos – e a tecnologia.
Por exemplo, no curto prazo uma companhia aérea pode começar a fazer mais rotas, contratando mais pilotos, ou pedindo horas extras aos que já se encontram ao serviço. Igualmente, facilmente adquirirá mais gasolina ou contratará mais hospedeiras para os novos vôos, mas a aquisição de mais aviões, ou a sua substituição por aparelhos mais modernos só será possível a longo prazo.

3. Enuncia a lei dos rendimentos decrescentes.
Mantendo constante valor de um factor produtivo ao acrescentar-se mais outro, a produtividade marginal diminui  num certo ponto .
4. Define:
- Produto Marginal/Produtividade Marginal  E o produto adicionado por 1 unidade adicional desse factor ,mantendo os restantes factores constantes 
- Produto Médio/Produtividade Média É aprodução tota dividida por todas as unidades de fator de produção

5. Preenche a tabela que se encontra aqui, e constrói um gráfico que ilustre a relação entre a Produção Total, o Produto Marginal e o Produto Médio. Publica imagens da tabela e do gráfico.


6. Observando a tabela construída no ponto anterior.
a) Interpreta a linha correspondente ao trabalho = 3;
b) "Quando o produto marginal é decrescente, o produto médio também decresce". Justifica Isto acontece porque como o produto marginal é o trabalho acrescentado ao do do ultimo trabalhador se a produtividade deste trabalhador estiver abaixo da média isto contribuirá para o decréscimo da média.
c) Identifica a coluna que expressa a lei dos rendimentos decrescentes.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Causas e tipos de desemprego

1. Indica as três categorias profissionais com maior volume de desempregados, em 2017:

a) Homens
Operários, artífices e trabalhadores similares 43,1

Pessoal dos serviços e vendedores  30,6

Trabalhadores não qualificados  25,5


b) Mulheres
Pessoal dos serviços e vendedores  62,5

Trabalhadores não qualificados   41,1

Pessoal administrativo e similares   23,5

2. Constrói e comenta um gráfico representando a evolução das taxas de desemprego em Portugal, de 1983 até hoje, segundo o género


o sexo masculino sempre foi o género com menor taxa de desemprego excepto em 2012 em que o seu valor foi ligeiramente maior que o género feminino

3. Relaciona a mudança do perfil de especialização exigido pela economia portuguesa com a globalização das economias.
      A mudança de perfil de especialização exigido pela economia portuguesa com a globalização das economias é um problema estrutural da economia portuguesa pois decorre de nunca se ter verificado uma fase de predomínio do sector industrial – como se observou nas restantes economias – desenvolvendo-se assim a terciarização numa economia frágil, porque esta não acrescenta valor significativo aos produtos.


4. Explica um dos conceitos de desemprego apresentados acima, referindo porque este deverá preocupar os jovens.
-O desemprego de longa duração é o desemprego que se prolonga para além de um ano,podendo resultar de situações de recessão,crise económica ou ausência de competências profissionais Taxa que permite definir o peso da população desempregada à procura de emprego há 12 ou mais meses sobre o total da população activa.



5. Calcula e interpreta a taxa de desemprego, utilizando dados referentes ao 3º Trimestre de 2012.
 PT 9016,6- PI 3489,4-PA 4656,3=870,9


TD= 870,9/4656,3 *100 = 18,7

6. Consultando o Livro Verde para a Sociedade da Informaçãorefere:
a) os objectivos da Escola;
b) os pilares do conhecimento;
c) a formação ao longo da vida o ficheiro nao abriu e o professor presenciou 

7. Refere a contribuição dos seguintes aspectos para o nível de desemprego:
- banalização da compra de produtos chineses;
- actividades em self-service;
- automação/automatização;
- informatização;
- globalização e integração económica.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

A taxa de desemprego de agosto foi de 8,8% - Setembro de 2017

1. Com base na imagem acima, calcula a Taxa de Actividade, indicando as operações.

TA=PA/PT*100                               PT=.P.ATIVA EMPREGADA COM P.ATIVA DESEMPREGADA

TA=5194.1 /8865,3*100=58,6
2. Com base na imagem acima, calcula a Taxa de Desemprego, indicando as operações.
TAXA DE DESEMPREGO= DESEMPREGADOS /POPULAÇÃO ATIVA *100

618,8/5194,1*100=11.9
3. Interpreta a Taxa de Actividade calculada em 1..

A população ativa é de 58,6 ou seja para cada 100 pessoas 58,6 fazem parte da população ativa



4. Interpreta a Taxa de Desemprego calculada em 2..
     O INDICADOR SOCIAL E ECONOICAMENTE IMPORTANTE QUE NOS PERMITE INTERPRETAR MELHOR A TAXA DE ATIVIDADE.

5. Utilizando as taxas de desemprego, referentes a Setembro de 2017, no Quadro 2 (p.5) do destaque acima referido, justifica
- o género mais penalizado pelo desemprego;
- o grupo etário mais penalizado pelo desemprego. 

6. Constrói um gráfico a partir dos dados no PORDATA, que evidencie as diferenças na Taxa de Actividade entre os géneros (F/M) e entre Portugal e a União Europeia. Publica-o no blogue e interpreta-o. Preview  



                            População ativa no total da população em idade ativa


A taxa de actividade dos homens é sempre superior a das mulheres quer em Portugal quer na UE porque os homens tem mais facilidade em arranjar trabalhos que as mulheres e também as mulheres continuam com o peso de cuidado da habitação e dos filhos 




7. Constrói um gráfico a partir dos dados no PORDATA, que evidencie que a Taxa de Desemprego afecta de forma diferenciada os diversos grupos etários. Publica-o no blogue e interpreta-o. Preview

   

  O grupo etário mais afectado são os indivíduos com menos de 25 anos e os menos afectados são os indivíduos entre os 54 e os 65 anos até 2013  a partir de 2014 o grupo menos afectado pelo desemprego pelos indivíduos entre os 25 e os 54 anos mantendo-se o grupo mais afectado o dos indivíduos com menos de 25 anos .

 
8. Constrói um gráfico a partir dos dados no PORDATA, que evidencie que a Taxa de Desemprego afecta de forma diferenciada em função do nível de escolaridade concluída. Publica-o no blogue e interpreta-o. Preview



9. Constrói a partir da população desempregada à procura de novo emprego: total e por profissão anterior(PORDATA) um gráfico que evidencie como a percentagem de desempregados à procura de novo emprego varia com a profissão anterior. Publica-o no blogue e interpreta-o. Preview